Confira 5 dicas para aquecer e gerenciar seus leads!

Gerar leads pode ser um desafio para novos negócios, ou não tão novos assim. Se sua empresa não gera leads de forma estratégica e recorrente, seu negócio fica dependente de indicações e isso pode ser prejudicial para o crescimento do negócio. É preciso estar sempre atento a tendências de mercado e gerenciar seus leads, para manter o interesse e claro fechar negócio. Mas para compreender desde o início separamos algumas definições e dicas importantes. Primeiro, o que é um lead? De forma bem sucinta, um lead basicamente é um contato ou um potencial cliente que demonstrou interesse na marca, produto ou solução da empresa específica. Como sua empresa pode gerar novos leads? Existem muitas estratégias para gerar novos leads, a melhor escolha pode depender do segmento de seu negócio. Tem aumentado cada vez mais o investimento em geração de leads de forma digital, gerando valor para sua persona através de conteúdos com qualidade, sendo ele impulsionado ou não. Outra boa estratégia para prospectar seus leads é usar diversos canais offline e fazê-los evoluir pelo funil de vendas digitais. Como por exemplo:
  • Promover ou participar de eventos e feiras pontuais;
  • Construir networking com pessoas de interesse;
  • Oferecer cursos, workshops ou palestras gratuitas;
Além de gerar e manter aquecido é imprescindível ter um bom gerenciamento de seus leads, por quê? Uma gestão eficiente de leads, focada em bons processos de ativação, qualificação e conversão com certeza contribuirá para o sucesso do negócio, assim o caixa de sua empresa terá mais segurança para funcionar e investir em melhorias. LGPD e a criação de leads A LGPD prevê uma lista com dez bases legais, mas existe uma em especial que tem tirado o sono de muitos profissionais da área: o receio de estratégias de prospecção sofrerem impactos e gerarem menos resultados a partir da LGPD existe, principalmente, por causa da base legal do consentimento. Na prática, em Landing Pages ou formulários, por exemplo, uma das formas de obter esse consentimento é através da inserção de um campo de opt-in, o receio quanto ao impacto da lei nasce justamente na inserção destes opt-ins: para ser considerado válido, o consentimento precisa, dentre outros requisitos, ser livre. Ou seja, o preenchimento do checkbox não pode ser obrigatório. O respeito a não obrigatoriedade do consentimento tende ao seguinte cenário: de todos os Leads gerados a partir de um formulário, provavelmente, apenas uma parte haverá fornecido consentimento para envio de emails. Nesse caso, as empresas apenas poderão enviar comunicações aos Leads que forneceram consentimento e, consequentemente, terão um número menor de Leads válidos para se comunicar. Muita atenção na hora de gerar leads e estar contrário a lei de proteção de dados!   Ferramentas para gerenciamento de leads Existem ferramentas de CRM que ajudam na organização dos leads como RD Station, Agendor, Pipedrive, Sales Cloud, além dessas plataformas que vão maximizar e organizar os processos. Além disso existem uma metodologia conhecida como Business Intelligence, ou Inteligência empresarial que refere-se ao processo de coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de informações que oferecem suporte a gestão de negócios. O objetivo do Business Intelligence é ajudar empresas na melhor tomada de decisões com foco em dados para ações corporativas mais assertivas. Com base em informações internas e externas, o negócio direciona seu planejamento estratégico, sem depender tanto de testes cegos, portanto, na hora de escolher uma ferramenta é de extrema importância que a mesma possua o BI integrado.   Tenha uma boa comunicação O primeiro contato é importante e se a jornada do cliente estiver bem alinhada a comunicação será mais assertiva, mas os clientes ainda podem ter dúvidas e solicitar esclarecimentos sobre a solução ou serviço que seu negócio oferece. Nesse momento é essencial manter um tempo não muito longo para resposta, se necessário pode ser mais esclarecedor marcar uma reunião online ou até mesmo uma ligação para entender as necessidades do cliente e como seu negócio pode oferecer soluções. Mantenha sua lista de leads atualizada Mesmo com todas as ferramentas, estratégias e boas práticas para obter os melhores resultados, pode e vai acontecer de alguns leads seguirão frios e desinteressados por diferentes motivos. Portanto, terá que se despedir daqueles que não aqueceram após os seus esforços e ajustes de estratégia. Em paralelo, a sua base precisa ser constantemente atualizada e renovada com contatos promissores e relevantes para o seu negócio. À medida que o tempo for passando, alguns clientes vão indo embora para outros entrarem, e isso é que faz parte do dia a dia. Aplique estratégias consistentes para cada etapa do funil Em um processo de aquecimento de leads eficiente, é necessário que as etapas sejam bem definidas e a comunicação bem personalizada. Isso significa entender quais são as características de quem mal conhece a sua solução ou daqueles que já entendem muito bem o que você faz. E isso é importante para que as interações façam os usuários avançarem para a próxima etapa. Se está no topo do funil, o lead pode avançar para a etapa de consideração ou decisão, mas nunca ao contrário. Dessa forma, você conseguirá otimizar seus recursos, de tempo e dinheiro, para extrair os melhores resultados possíveis. Assim, você vende para quem está preparado para comprar e demonstra mais a sua solução para os leads que ainda estão conhecendo o que você vende. Quer saber mais? Gostaria de uma consultoria gratuita para melhorar os leeds de sua empresa?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.