Ferramentas indispensáveis para vender online em 2021

Você reparou como as vendas online estão bombando? Não é de hoje que o e-commerce é um sucesso. Esse é um mercado que evolui ano após ano! Em 2020, com a pandemia, os resultados foram ainda mais impactantes, afinal a regra geral foi ficar em casa. Com isso, muitas pessoas passaram a comprar pela internet. De acordo com a 42ª edição do relatório Webshoppers produzido pela e-Bit, os consumidores aumentaram cerca de 40%, se comparados com o 1º semestre de 2019. A frequência de compra também aumentou: 58% dos consumidores passaram a comprar mais de 4 vezes em único semestre.

O que isso quer dizer? Que o mercado está aquecido e é uma grande oportunidade para você ampliar suas vendas online ou, até mesmo, iniciar esse tipo de negócio no próximo ano. Só que para isso acontecer, você precisa adquirir conhecimento e desenvolver estratégias eficazes. Para te ajudar neste processo, trouxemos dicas que são indispensáveis para você conquistar o seu espaço e ganhar muito dinheiro em 2021. Chega mais e vem descobrir ferramentas poderosas e algumas das principais tendências!

Bom, primeiro você deve entender que a vendas não se concretizam por mágica. É preciso empenho para construir uma boa imagem e uma relação bacana com o público – tanto os clientes, quanto aqueles que você deseja conquistar. As redes sociais tem papel fundamental nisso. É onde as pessoas acessam para conhecer mais sobre a empresa, para consumir conteúdos, tirar dúvidas e, principalmente, para dialogar. Sabendo disso, as próprias plataformas criaram ferramentas de venda dentro das redes sociais. É o caso do Instagram Shopping e do WhatsApp Business.

Talvez, você já esteja cansado de ouvir falar disso, mas se todos falam, tem um motivo: essas redes geram ótimos resultados em vendas! E tudo indica que elas continuarão crescendo em 2021! O Instagram Shopping é como uma loja online, com a funcionalidade de reunir a interação e as compras em um único lugar. O feed é a sua vitrine, basta você abastecer com imagens atrativas e linkar com os produtos. Recentemente, ficou ainda mais fácil as pessoas acessarem ao Instagram Shopping: com o novo layout da plataforma, existe um botão só para essa ferramenta. Ela está em destaque e de forma orgânica! Agora, os usuários podem procurar produtos específicos e navegar pelas lojas. Essa mudança promete aquecer as compras. Se tem um momento para você investir e começar a vender no Instagram, esse momento é agora!

O WhatsApp também tem feito mudanças favoráveis para os lojistas. Recentemente, foi liberada a ferramenta que permite que usuários criem um catálogo de ofertas, além de um botão de compras. Além disso, a plataforma lançou outro recurso: um carrinho de compras. Isso mesmo, depois de explorar o catálogo, os clientes podem selecionar diversos itens e enviar um pedido. Demais, não é?

E ainda falando sobre redes sociais, você já ouviu falar em Live Commerce ou Shop Streamming? Os dois termos se referem a uma mesma estratégia: usar as ferramentas de transmissão ao vivo com o objetivo de vender produtos. Algumas empresas já começaram a usar essa técnica e tiveram um retorno bem positivo e, ao que tudo indica, as vendas ao vivo devem ganhar destaque em 2021. Essas lives podem ser feitas por influenciadores e até mesmo pelos próprios perfis comerciais. O Youtube, inclusive, está prestes a oferecer novas ferramentas para linkar os vídeos com o e-commerce e, até mesmo, vender dentro da plataforma. Os testes para isso já estão sendo feitos. Nos resta aguardar por novidades nos próximos meses.

Outra tendência que promete te ajudar a realizar vendas é o Conversation Commerce, chamado de comércio de conversação. Este é um tipo de venda consultiva que utiliza ferramentas como a inteligência artificial. Parece complicado, mas na prática, é bem simples. Atualmente, ao invés de ficarem fazendo pesquisas, muitas pessoas preferem entrar em contato com especialistas para sanar dúvidas e encontrar soluções – como o seu produto, por exemplo. Então, quando alguém entrar em contato, o chat boat vai fazer o primeiro filtro dessas mensagens e, depois, vai direcionar clientes para você. É uma forma automatizada e prática para oferecer soluções. E não é nada de outro mundo: existem diversas empresas que podem te auxiliar na utilização dessa ferramenta!

Se você quer vender online em 2021 e precisa de uma ajudinha extra, deixe com a gente. Faça um diagnóstico gratuito em nossa plataforma: https://form.jotformz.com/91496065392667

E se você tem ou pretende ter um e-commerce, com domínio registrado e tudo o que tem direito, você deve ficar atento em várias questões. Não basta ter uma loja online, ela deve ser responsiva e valorizar a experiência de usuário. Essa é a principal aposta para conquistar clientes no próximo ano. O celular, por exemplo, é muito utilizado para fazer compras! A sua loja online deve ser também um M-commerce para facilitar a experiência de quem compra por dispositivos móveis. Fique de olho no layout, no tempo de carregamento da página, entre outras informações, para saber se o seu M-commerce realmente funciona. O Pingdom Tools é uma das inúmeras ferramentas de análises disponíveis que podem te entregar esses dados. Além disso, ferramentas simples como um “One Click” – a compra través de um botão – ou disponibilização de mais opções de pagamento, como os instantâneos, podem simplificar a compra e fazer com que você venda muito mais. Tudo isso deve ser analisado!

Também é importante que você tenha uma boa gestão para controlar o estoque, o sistema e até mesmo as finanças. O ERP – Enterprise Resource Planning é uma ferramenta que te ajuda a administrar tudo isso e muito mais. Com esse sistema instalado, as suas informações ficam centralizadas e integradas à nuvem. É possível cadastrar o seu catálogo de produtos no sistema, deixar as vendas robustas e automatizadas. Além disso, ao integrar o seu ERP com o Hub de Integração de Marketplace – uma outra ferramenta essencial – o cadastro em Marketplaces se tornam rápidos. De acordo com o Webshoppers, varejistas que são marketplace têm participação de 78% no faturamento total do e-commerce. São 64 milhões de pedidos! Se você ainda não sabe com funciona, a gente te explica: o Marketplace é um modelo de negócio que permite a venda de produtos em grandes lojas virtuais, como Americanas, Submarino, entre outras. E para vender nessas lojas com eficiência, é essencial que você providencie um Hub de Integração, uma plataforma que centraliza vários marketplaces, automatizando a gestão de diversos pontos de vendas diferentes.

Uma outra dica essencial que vai estimular as compras em sua loja online: invista em um software de recomendações. Essa ferramenta vai enviar recomendações de itens de forma inteligente, de acordo com a interação que o usuário tiver com a sua loja online, como pop-ups. E se você ainda não implementou o Voice Commerce na sua loja, você pode ficar para trás! As compras por comando de voz estão em desenvolvimento. A empresa que deseja disponibilizar a ferramenta para seus clientes precisa apenas fazer uma API de integração com os sistemas de comando por voz – como o Google Assistente.

E por que não criar um aplicativo da sua loja? Este tipo de serviço está mais acessível e garante uma ótima interação com o usuário. Quanto mais interatividade, mais clientes você irá conquistar. A realidade aumentada pode ser usada para que os clientes experimentem roupas, calçados e acessórios através do aplicativo, por exemplo. Já existem alguns modelos desse tipo, como o Wanna Kicks, que ainda está em aprimoramento.

Vender é sempre um desafio, mas o universo digital tem muitas vantagens e disponibiliza essas e inúmeras outras ferramentas para que você conquiste os seus objetivos! Para você crescer, você só precisa ter conhecimento e saber como aplicar todas essas estratégias no seu negócio!

Se você deseja ter uma consultoria gratuita, acesse a plataforma COlab19: https://colab19.com.br/ . E para receber mais conteúdos como esse, é só clicar no botão do WhatsApp e entrar em nosso grupo fechado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.