Plataforma de
marketing digital

Pesquisa de Marketing

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

A comunicação é um setor que está em constante transformação. Afinal, tudo o que acontece no mundo é capaz de influenciar a forma como nos comunicamos! Nos últimos anos, com a pandemia, muitas mudanças vieram repentinamente. As agências e o marketing digital tiveram que se adaptar à uma nova realidade. Como está o mercado após tudo o que enfrentamos? Em qual cenário estamos, quais são os aprendizados dentro da área, quais as projeções?

Essas são algumas das perguntas que a 8ª edição da Pesquisa Censo Agências 2022, realizada pela Operand, busca responder. A pesquisa teve mais de 1.000 respondentes, no período de novembro de 2021 a janeiro de 2022. Esta é uma das principais fontes de informação sobre agências de publicidade e marketing de todo o Brasil. Realizada anualmente desde 2014, ela traz questões sobre gestão interna, gestão de pessoas, relacionamento com o cliente e perspectivas para o futuro. Para você fica por dentro do que diz a pesquisa, separamos e analisamos alguns dados para você!

AS MUDANÇAS COM A PANDEMIA

  • Home Office

O primeiro ponto a ser destacado é a percepção do mercado em relação ao home office, algo que sempre acreditamos aqui na Lamego. Na pesquisa, 49,81% das agências afirmam que não trabalhavam neste modelo antes da pandemia. Agora, 49,9% possui todos os colaboradores em home office e 29,07% possui uma parte da equipe neste regime. Já ficou comprovado que é mais do que possível realizar um trabalho bem feito à distância. Em muitos casos, a produtividade da equipe é até potencializada.

  • Demanda dos serviços

O mercado também sentiu diferença na demanda dos serviços. Podemos notar que os empreendedores perceberam a importância da gestão de mídias sociais e mídias pagas. Além disso, a demanda também aumentou para websites, produção de conteúdo e textos, desenvolvimento de e-commerce, entre outros serviços digitais. Ou seja, as empresas adquiriram a consciência de que precisam investir no digital para continuarem de pé.

  • Capacidade de produção das agências e desenvolvimento da equipe

A grande questão é: as agências têm condições de suprir essa demanda? A maioria das agências são pequenas: 35,46% têm de 1 a 5 funcionários e 25,18% de 6 a 10. Isso já dá mais que a metade do mercado. Há ainda a necessidade de desenvolver habilidades na equipe. Afinal, como já mencionamos, as mudanças da pandemia foram repentinas e é natural que os profissionais ainda estejam no processo de estudos, especializações e atualização diante da nova demanda que surgiu. Isso fica claro nesta questão de múltipla escolha, que destaca as habilidades que os gestores consideram que as equipes precisam desenvolver: as respostas envolvem gestão de mídias e criação de conteúdo, batendo de frente com o que o mercado está pedindo!

UMA NOVA ESTRATÉGIA: O TRABALHO TERCEIRIZADO

É natural – e inteligente – que, dentro desse cenário, as agências comecem a investir cada vez mais no trabalho terceirizado. Este tipo de serviço pode suprir as principais dores das agências: é um trabalho especializado, que cobre a falta de habilidade e de tempo da equipe. Atualmente, as agências terceirizam principalmente a produção audiovisual, o desenvolvimento de sites, a fotografia e o design… Mas há oportunidade para terceirizar outros serviços também, como a gestão de mídias sociais, tráfego e a mídia paga ou a produção de conteúdo, por exemplo.

Repare que o planejamento quase não é terceirizado, mas a pesquisa destaca que os gestores das agências, muitas vezes, exercem outras atividades, como o planejamento (64,39%). E estes mesmos gestores dizem que o tempo dedicado ao próprio negócio é pouco (26,76%) ou regular (43,16%). Será que se mais atividades fossem terceirizadas, haveria mais tempo livre para que os gestores se dedicassem a questões essenciais, como a manutenção e satisfação de clientes e a prospecção de novas contas? Acreditamos que sim!

Rodrigo Maciel, Acelerador de Agência Digital na Umbler, ao comentar a pesquisa, destaca que “apenas 16,4% das agências fazem ações para garantir a retenção de seus clientes e 11,57% delas não fazem nenhuma ação específica para isso. Se somarmos as respostas, não faço e baixa teremos 49,3% das respostas dando pouca importância para um pilar fundamental na receita mensal de uma empresa”. Ele ainda diz que “tão importante quanto vender é reter seus clientes. Trabalhar em ações de retenção de clientes faz com que a agência aumente e muito a sua lucratividade”.

 

EXPECTATIVAS PARA O FUTURO

As expectativas para os próximos tempos são positivas. Apesar da crise em que estamos vivendo, 52,11% dos entrevistados acreditam que o mercado será parcialmente reaquecido e 33,9% dizem que o mercado será 100% reaquecido. Porém, independente das previsões, é indiscutível que há uma gama de oportunidades no mercado da comunicação. De acordo com o Empresômetro – Inteligência de Mercado, há 21.570.581 empresas ativas no Brasil! Muitas delas, estão em um estágio amador de marketing ou, talvez, ainda nem começaram a investir. O fato é que essas empresas precisam de agências! E as agências, por sua vez, precisam se movimentar!

Um dos pontos que a pesquisa reforça é a questão de aprender a lidar com as mudanças e a tomar decisões rápidas. Este é o momento de girar a chave e abrir os horizontes para ir mais longe!

 

A Lamego vai te ajudar neste processo. Somos uma plataforma de crowdwork (trabalho on demand) com toda a mão de obra que as agências de Marketing Digital precisam. Temos uma alcateia especializada e pronta para atender às demandas terceirizadas da sua agência. Você poderá contar com nossos designers, redatores, copywriters, web designers, editores de vídeo, programadores, social medias, especialistas em mídia paga, SEO ou Google Ads, consultores, entre outros profissionais. Entre em contato com a gente e saiba mais!

Você também pode se interessar por estes outros conteúdos:

O TWITTER DE ELON MUSK

Você sabia que Elon Musk, CEO da Tesla e a pessoa mais rica do mundo, segundo a revista Forbes, adquiriu o Twitter?

O QUE É CROWDWORK?

A internet transformou muitos aspectos das nossas vidas, incluindo a maneira como nos comunicamos, como aprendemos e como as pessoas se conhecem. No

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WeCreativez WhatsApp Support
👋 Olá, em que posso ajudar?